Opinião – Mais do mesmo

Posted by
Jorge Camarneiro

Jorge Camarneiro

Os primeiros dois anos de mandato da gestão socialista na Câmara Municipal de Montemor-o-Velho (reforçada com a conquista da vereadora Alexandra Ferreira) podem ser caracterizados como anos de empobrecimento acrescido dos cidadãos do nosso concelho e de aprofundamento do seu atraso socio-económico.

Como se não bastassem os cortes de pensões e salários e o agravamento da maior parte dos impostos, promovidos pelo Governo central do Estado, nestes dois anos de mandato municipal foram reduzidos drasticamente os apoios às juntas de freguesia e ao tecido associativo, subiram brutalmente os preços da água e do saneamento, bem como os valores cobrados de IMI e IRS, deixando mais pobre e diminuída a maioria da população, cuja composição é predominantemente reformada e pensionista (>65%), já de si nada abastada.

Para além disso, a acção do município resumiu-se à finalização de projectos financiados com apoios comunitários que transitaram do anterior executivo, ao consumo e promoção obsessivas de festas e romarias, à elaboração obstinada de novos regulamentos, mesmo quando as novas versões pouco ou nada acrescentaram às anteriores, e ao discurso de culpabilização do passado, sem dar sinais de haver ideias e projectos para fazer o que faz falta, ou seja, promover o investimento e o emprego!

Finalmente, a actual maioria não aceita o diálogo e a discussão construtiva de propostas alheias que poderiam ajudar a dar um abanão no estado de adormecimento em que o concelho se encontra!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.