Conferência em Coimbra aborda possíveis mercados para construção metálica

Posted by

AÇO

A conferência “Steal Talk“, que se vai realizar em Coimbra na quarta-feira, reúne as câmaras de comércio e indústria dos países árabes, Colômbia e México, que vão apresentar as oportunidades destes mercados para as empresas de construção metálica portuguesa.

A conferência, que tem lugar no Departamento de Engenharia Civil da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), vai contar com as intervenções da Câmara do Comércio e Indústria Luso-Colombiana, a Câmara do Comércio e Indústria Árabe Portuguesa (22 países da Liga Árabe) e Câmara do Comércio e Indústria Luso-Mexicana.

O evento vai permitir que as empresas da Associação Portuguesa da Construção Metálica e Mista (CMM) possam conhecer as oportunidades dos mercados que vão ser abordados, todos eles com “extensos programas de infraestruturas públicas em curso, para além de tecidos empresariais com necessidades crescentes de instalações fabris, de escritórios, armazéns e estaleiros”, frisou a CMM, em nota de imprensa.

As empresas de construção metálica portuguesa, concentradas no centro e norte de Portugal, exportam 80% do que produzem, sendo os países árabes, o México e a Colômbia “mercados naturais para a construção metálica portuguesa”, por as empresas nacionais terem “soluções muito competitivas e inovadoras para as necessidades desses mercados”, afirmou o administrador da CMM, Filipe Santos, citado no comunicado.

“O mercado internacional sabe bem que as empresas portuguesas colocam qualquer estrutura metálica em qualquer parte do mundo, de uma forma muito ágil e com uma qualidade elevadíssima”, constatou Filipe Santos.

O evento começa às 15:00, contando com a participação do presidente da CMM e professor catedrático da UC, Luís Simões da Silva.

Segundo a nota de imprensa, a construção metálica em Portugal tem vindo a crescer “mais de 30% ao ano”, em volume de exportações, garantindo mais de 16 mil postos de trabalho diretos e um volume de negócios de 1.500 milhões de euros em 2014.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.