Antigo presidente de junta de Penela julgado em Coimbra por tentativa de homicídio

Posted by
FOTO DB/LUÍS CARREGÃ

FOTO DB/LUÍS CARREGÃ

O antigo presidente de uma junta de freguesia do concelho de Penela, acusado de tentativa de homicídio da sua companheira e da mãe desta, começa hoje a ser julgado no Tribunal de Coimbra.

O Ministério Público (MP) acusa o arguido, agora com 95 anos, de um crime de detenção de arma proibida, de um crime de detenção de munições proibidas e de dois crimes de homicídio qualificado na forma tentada, ocorridos a 13 de janeiro de 2013, no concelho de Penela, distrito de Coimbra.

Os alegados crimes terão ocorrido após uma discussão com a sua companheira, por suspeitas de que esta mantinha um relacionamento “com outros homens”, refere o despacho de acusação, a que a agência Lusa teve acesso.

O arguido terá ido buscar uma espingarda caçadeira semiautomática ao andar inferior da habitação onde vivia com a sua companheira há cerca de seis anos, tendo regressado ao piso onde estava a companheira e a mãe desta.

Com medo do homem, reformado, agora a residir em Pombal, a companheira e a sua mãe ter-se-ão refugiado no quarto.

Confrontado com a porta do quarto fechada, o arguido efetuou dois disparos em direção à porta, com o segundo a trespassar a porta e a atingir a mãe da sua companheira “no tórax e braço direito”, tendo ficado “prostrada no chão”.

Depois de abrir a porta, o homem disparou contra a sua companheira, atingindo-a “na região torácica”, quando estava a menos de dois metros de distância da vítima.

O arguido voltou a tentar disparar contra a companheira, quando a vítima já estava na rua, mas não a atingiu.

O arguido cumpriu quatro mandatos à frente de uma junta de freguesia de Penela.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.