Amigos (do Trama) para sempre

Posted by
SILVINA E ALBERTO QUEIROZ. FOTO DB/JOT'ALVES

SILVINA E ALBERTO QUEIROZ. FOTO DB/JOT’ALVES

Foram muitos anos de viagens partilhadas, sempre no mesmo percurso, por estudantes e trabalhadores. Tornaram-se amigos e alguns até se casaram. Ainda há quem seja do tempo em que a máquina do comboio se alimentava a carvão. O advogado Carlos Martins Lopes ainda se lembra da transição para o gasóleo, e nunca mais vai esquecer a subida do apeadeiro do Casal.

“Neste percurso, geralmente, o comboio só conseguia fazer a subida à terceira tentativa”, conta. E muito devagar, ao ponto de dar tempo para ir aos pomares buscar fruta e regressar à carruagem. Era um entre muitos estudantes que naquela altura viajavam no “Trama”, que percorria o Ramal da Pampilhosa. No caso dele, entre Cantanhede e a Figueira da Foz. Todos os dias, de segunda a sexta, ida e volta.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.