Fármaco desenvolvido no ICNAS antecipa deteção de cancro da próstata

Miguel Castelo Branco. FOTO DR

Miguel Castelo Branco. FOTO DR

Uma nova molécula que possibilita “uma deteção mais precoce do cancro da próstata”, produzida por cientistas em Coimbra, acaba de ser introduzida na prática clínica em Portugal, anunciou ontem a Universidade de Coimbra (UC).

O primeiro exame de tomografia por emissão de positrões (PET/CT) com PSMA-Ga68, designação da nova molécula, desenvolvida por uma equipa de cientistas do Instituto de Ciências Nucleares Aplicadas à Saúde (ICNAS), “já foi realizado em Coimbra”, revela a UC numa nota divulgada ontem.

Versão completa na edição impressa

3 Comments

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.