Fogo junto à Estrada da Beira rigorosamente vigiado no dia em que a ministra Anabela Rodrigues garante meios de combate

Posted by

03 heli

Héli Kamov reabastece no rio Ceira

“O dispositivo de combate a incêndios florestais tem “respondido adequadamente” à situação que se viveu nos últimos três dias, disse hoje a ministra da Administração Interna, Anabela Rodrigues, acrescentando que a estrutura de proteção civil atuou com “o grau de exigência operacional pedido”.

“Foi uma reposta à altura do investimento, preparação e formação feita ao longo de todo o ano”, disse Anabela Rodrigues, numa conferência de imprensa realizada na Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

Quanto a fogos nesta segunda-feira, depois do alarme causado ontem pelos incêndios de Lamarosa (Coimbra) e Segade (Miranda do Corvo), durante a manhã de hoje decorreram operações de rescaldo ao longo da Estrada da Beira (N17), com um helicóptero Kamov a abastecer-se no rio Ceira, para despejar a água sobre alguns pontos fumegantes que ainda existem no meio do terreno queimado. Entretanto, relatos de testemunhas dão indicação de que, cerca das 14H20, foi detetado um reacendimento no meio da floresta.

Ao fim do dia de ontem, as expressões de preocupação dos residentes da zona de Semide, em Miranda do Corvo, revelavam o poder de destruição do incêndio que devastou uma extensa zona de floresta em Miranda do Corvo. O fogo só foi controlado a meio da madrugada, mas a dimensão do incêndio chegou a ameaçar várias habitações. De acordo com a página na internet da Autoridade Nacional da Proteção Civil, para além das duas dezenas de corporações de bombeiros do distrito de Coimbra presentes, também acorreram ao teatro de operações os elementos do Grupo de Reforço para Combate a Incêndios Florestais de Aveiro, bem como o Grupo de Reforço para Ataque Ampliado (GRUATA 01) de Leiria, Guarda e Évora e Grupo de Reforço para Combate a Incêndios Florestais (GRIF02) de Viseu.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.