Liga dos Bombeiros diz que novos meios do INEM ainda pecam por escassos

Posted by

jaime soares

O reforço do INEM com mais de 50 meios de socorro e emergência médica vai ajudar, embora seja uma “medida tardia”, porque ainda faltam ambulâncias em 30 municípios, considera a Liga dos Bombeiros Portugueses.

Jaime Soares, antigo autarca de Vila Nova de Poiares e atual presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP), regozijou-se com o anúncio feito na terça-feira pelo INEM, avançando que irá ajudar as associações, embora peque por tardio.

“Há um conjunto de VEM (ambulâncias de emergência) que já deviam ter sido, algumas, distribuídas em 2014 e outras em 2013”, disse Jaime Soares, recordando a existência de um protocolo assinado entre a Liga e o INEM para que os 308 municípios portugueses possuam uma ambulância.

Jaime Soares sustentou que o protocolo está longe da sua concretização, considerando, mesmo assim, que as ambulâncias que vão ser entregues este ano estão dentro daquilo que ficou estabelecido.

“Esperamos que o ritmo seja mais rápido, para poder concluir este processo de uma ambulância de emergência em cada município instalada no corpo de bombeiros”, sublinhou.

“Depois desta entrega, ficarão a faltar cerca de 30 municípios”, afirmou.

O INEM vai investir, até ao fim do ano, cerca de 22 milhões de euros em mais de 50 novos meios de socorro e emergência médica, informou, ontem, terça-feira, a instituição, em comunicado.

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) precisou que se trata de duas novas viaturas de emergência e reanimação (VMER), sete ambulâncias de suporte imediato de vida, 13 ambulâncias de emergência médica, cinco motos de emergência e 25 postos de emergência médica (ambulâncias).

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.