Queima das Fitas de Coimbra começa hoje com Serenata Monumental

Posted by
FOTO DR

FOTO DR

A Queima das Fitas de Coimbra inicia-se na noite de hoje com a Serenata Monumental, na Sé Velha, e os habituais concertos no Praça da Canção arrancam na sexta-feira e prolongam-se até dia 15.

A Queima das Fitas arranca com a Serenata Monumental, que começa após as 12 badaladas na torre da Universidade de Coimbra, contando com os grupos Amanhecer, Mensagem e In Illo Tempore, da Secção de Fado da Associação Académica de Coimbra, disse à agência Lusa o comissário da tradição da Comissão Organizadora da Queima das Fitas, Diogo Carvalho.

O cortejo da Queima das Fitas de Coimbra realiza-se no domingo e o baile de gala no sábado, tendo como tema “As Olimpíadas”.

Nas noites no Parque da Canção, que decorrem sexta-feira a dia 15, vão estar nomes como a banda inglesa The Kooks, o cantor angolano Anselmo Ralph ou os portugueses The Gift.

O cantor britânico James Arthur, que venceu o concurso televisivo The X Factor, em 2012, atua no primeiro dia, assim como o português Frankie Chavez.

No sábado, o palco fica reservado aos portugueses The Gift e ao músico Miguel Araújo, integrante da banda Os Azeitonas, e no domingo atua, como já é tradição, Quim Barreiros.

Já na segunda-feira, a Queima das Fitas recebe dois nomes do rap nacional, Sam The Kid e Dillaz, e, no dia seguinte, a música eletrónica irá dominar a noite, com o duo canadiano DVBBS e os portugueses Fucking Bastards e Dynamic Duo.

Na quarta e quinta-feira, os cabeça de cartaz são respetivamente a banda de punk rock Tara Perdida e o cantor angolano Anselmo Ralph, terminando as noites no Parque da Canção, no dia 15, com os The Kooks e a banda portuguesa PAUS, que vai abrir para os ingleses de Brighton.

Segundo o comissário Diogo Carvalho, vão ainda decorrer outros eventos ligados ao pelouro da tradição como a Queima do Grelo, no dia do cortejo, e a Venda da Pasta, na terça-feira.

A garraiada decorre na Figueira da Foz, a 14 de maio, evento que já contou com a oposição de alguns estudantes, que lançaram uma petição, que já tem mais de duas mil assinaturas.

A organização da petição para abolir o evento defendeu que se deveriam acabar com práticas de violência contra animais, considerando esta atividade “obsoleta” e que promove uma “cultura que ritualiza e glorifica exercícios de domínio, de subjugação e de violência”.

One Comment

  1. Mãe Teresa says:

    Sempre Gostei. É um marco com dezenas de anos. Só em Coimbra há uma união entre o fado e o conhecimento. Mas este ano será ainda mais especial, visto que o meu filho irá no cortejo, último ano. É maravilhoso, sim, até porque o pagamento das propinas está a chegar ao fim.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.