António Arnaut diz em debate do PS que “neoliberal assanhado” está contra o SNS

Posted by

Ant arnaut

O advogado de Coimbra e antigo governante António Arnaut afirmou ontem que há “uma direita reacionária” no poder em Portugal, “presidida por um neoliberal assanhado”, que não tem sensibilidade e está contra o Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Há “gente de direita que defende o SNS, há uma direita social – não esquecer – que defende a doutrina social da Igreja [católica]”, ressalvou António Arnaut, que falava na sessão de encerramento da conferência “Defender o SNS. Promover a saúde”, que decorreu em Coimbra, por iniciativa do PS.

“O SNS tem resistido pela sua grande força na consciência popular”, sublinhou.

Em 2012, “só a ADSE [subsistema de saúde para funcionários e agentes da administração pública] pagou 500 milhões de euros” a prestadores de cuidados de saúde privados, afirmou António Arnaut, questionando se “esses serviços” entregues a privados não poderiam ter sido desempenhados pelo SNS.

“Nos últimos anos, o SNS perdeu quatro mil camas” e o setor privado “aumentou duas mil camas”, salientou o antigo ministro dos Assuntos Sociais, apontando estes dados como outro dos indicadores que revelam que o atual Governo está contra o SNS e a favorecer o setor privado, que nunca “esteve tão viçoso” como agora.

“Se não fosse a Constituição da Republica” a atual maioria “já tinha revogado o SNS”, afirmou.

3 Comments

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.