Rui Horta, Miguel Moreira e Paulo Ribeiro no Mês da Dança em Coimbra

Posted by
DR

DR

Os coreógrafos portugueses Rui Horta, Miguel Moreira e Paulo Ribeiro, “nomes incontornáveis” da dança contemporânea nacional, vão estar presentes no Mês da Dança, que se realiza este mês no Teatro Académico Gil Vicente (TAGV), em Coimbra.

A escolha dos três coreógrafos passou pelo objetivo de se apresentarem no palco do TAGV diferentes estilos “e diferentes percursos” da dança contemporânea portuguesa, sublinhou o diretor-adjunto do teatro, Mickael de Oliveira.

No dia 16, dá-se o primeiro espetáculo da terceira edição do Mês da Dança, com o espetáculo “Hierarquia das Nuvens”, de Rui Horta, que marca o regresso do coreógrafo “à dança pura, sem palavra nem gesto explicativo ou programático”, depois de vários trabalhos com a palavra e com atores, disse à agência Lusa Mickael de Oliveira.

O segundo evento da iniciativa vai decorrer no dia 22, com Miguel Moreira a apresentar “Pântano”, em que explora “uma dimensão de solidão e de decadência”.

No palco, vão estar os bailarinos Alan Falieri, Catarina Félix, Francisco Camacho e Romeu Runa, que são também cocriadores do espetáculo.

No Dia Mundial da Dança, 29 de abril, o ciclo de espetáculos de dança termina com um regresso de Paulo Ribeiro ao regime “de solo”, 24 anos depois, num espetáculo em que o artista se divide entre encenador e intérprete.

Em “Sem um tu não pode haver um eu”, o bailarino e coreógrafo com 33 anos de carreira aborda também “a solidão”, estando “um corpo só em palco, com dilemas, angústias” e “a ausência do amor”, referiu.

O diretor-adjunto do TAGV contou ainda que o espetáculo do atual diretor do Teatro Viriato, em Viseu, tem como base de inspiração o universo “melancólico” do cineasta sueco Ingmar Bergman.

De acordo com Mickael de Oliveira, há vontade de fazer com que o Mês da Dança continue a ser realizado todos os anos, realçando a receção “muito boa” deste evento por parte do público.

Este ano, para chamar as pessoas ao TAGV, foi lançado um passe para os três espetáculos pelo valor de 12 euros.

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.