João Neto: “Sou tão exigente com os meus atletas como era comigo”

FOTO DB/LUÍS CARREGÃ

FOTO DB/LUÍS CARREGÃ

João Neto era, até há uma semana, o responsável pelas seleções nacionais femininas, mas, após a saída do anterior selecionador masculino, Michel Almeida, foi convidado a assumir também os homens. Aos 33 anos, é agora o responsável por todas as seleções, mas rejeita o protagonismo.

“Talvez seja, neste momento, o treinador mais experiente na equipa da Federação Portuguesa de Judo (FPJ)”, diz, mas lembra que conta com a ajuda “de um treinador japonês, que já orientou estágios em Coimbra, o Go Tsunoda, que é uma mais-valia enorme, e ainda do João Pina e do Marco Morais”.

Depois de treinar a Académica, chegou, há dois anos, à FPJ “e os resultados foram bastante positivos”. “Trabalhei mais com a formação inicialmente e, quando passei para as raparigas, rapidamente consegui resultados importantes, com a Yahima Ramirez em campeonatos do mundo e ajudei a Joana Ramos a voltar ao top mundial”, lembra.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.