Dinheiro da Europa vai trazer mais crescimento

Posted by
Os dirigentes da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra acompanharam Ana Abrunhosa. FOTO DB/ANTÓNIO ROSADO

Os dirigentes da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra acompanharam Ana Abrunhosa. FOTO DB/ANTÓNIO ROSADO

Sensibilizar o maior número de pessoas para oportunidades de financiamento europeu, através do programa regional Centro 2020, foi o objetivo de uma sessão, muito participada, que decorreu ontem à tarde no auditório do polo 2 da Universidade de Coimbra.

Autarcas, empresários e dirigentes de instituições da chamada “economia social” não perderam oportunidade de saber como vão ser distribuídos os 2,155 mil milhões de euros disponíveis nos próximos seis anos.

Estão definidos 10 eixos prioritários, uns mais adequados à investigação e inovação das universidades e politécnicos, outros mais vocacionados para a competitividade e internacionalização da economia regional (Competir) e alguns para o desenvolvimento dos territórios, especialmente os mais despovoados, mas também através de redes urbanas.

Versão completa na edição impressa

2 Comments

  1. Vem aí mais dinheiro paras as Agências de Desenvolvimento Local estoirarem com projectos ridículos. Autênticos sorvedouros de dinheiro comunitário!!!

    • Zé da Gândara says:

      Isto já não é de agora… Quando na Europa abriram a comporta da barragem (não a torneira porque o caudal de dinheiro era típico de uma comporta de uma barragem) nos anos 80 e 90 foi a loucura… Tanto se gastou em formação profissional (até houve ao que parece Centrais Sindicais a montar negócios à conta da formação profissional) e chegou-se aos dias de hoje com uma massa operária e empresarial (sim, porque muitos empresários carecem de formação profissional, deontológica e mesmo em alguns casos, de educação) que é digna do país em que estamos…
      Gastou-se nas obras públicas mas o que é engraçado, não obstante se ter torrado dinheiro dos fundos europeus até à exaustão, ainda ficou uma dívida gigantesca e infinita que vai sugando os parcos rendimentos daqueles que ainda não se prestaram a viver do RSI…
      Formaram-se empresas (até já ouvi falar numa que dava pelo nome de qualquer coisa Forma) para dar formação sobre aeronáutica civil a funcionários camarários que parecem ser a reencarnação do Gago Coutinho e do seu fiel amigo Sacadura Cabral…
      Houve programas para tudo e mais alguma coisa…
      O resultado tem estado à vista… Haja ou não haja dinheiro, a roubalheira e a miséria, parecem ser endémicas por estas paragens… Singapura, é uma cidade estado sem recursos e consegue ser um tigre asiático… Porquê? O que é que tem a mais que nós? Gente capaz, seguramente…

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.