Leiria contra o futuro sistema multimunicipal de água e saneamento

Posted by

SIMLIS

A Câmara de Leiria deu hoje parecer negativo à criação do Sistema Multimunicipal de Água e Saneamento do Centro Litoral de Portugal, que visa agregar as empresas Simlis (que o município integra) Simria e Águas do Mondego.

“(…) Esta agregação implica uma perda da autonomia do poder local, prejudicando claramente os munícipes e o município”, lê-se na deliberação, unânime, que ratifica um despacho do presidente do município, Raul Castro, eleito pelo PS.

O Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia projeta criar o Sistema Multimunicipal de Abastecimento de Água e de Saneamento do Centro Litoral de Portugal. Segundo o parecer da autarquia de Leiria, esta proposta ministerial destaca a “obtenção de sinergias, com reflexo positivo nas tarifas, com o objetivo de atenuar a disparidade tarifária e promover a cooperação com os municípios”.

Contudo, para a Câmara de Leiria, que rejeita a adesão ao sistema, este “adiará a reversão dos bens afetos às atuais concessões (Simlis e Águas do Mondego)”, verificando-se uma prorrogação da posse desses bens do município pela nova entidade por mais 30 anos.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.