Envelope financeiro da UE não permite avançar com o Metro

Posted by
José Manuel Ferreira da Silva, José Augusto Ferreira da Silva, António Alves, Paulo Leitão e Francisco Queirós. FOTO DB/LUÍS CARREGÃ

José Manuel Ferreira da Silva, José Augusto Ferreira da Silva, António Alves, Paulo Leitão e Francisco Queirós. FOTO DB/LUÍS CARREGÃ

O líder da concelhia social-democrata, Paulo Leitão, afirmou ontem no programa “Câmara Aberta” que o futuro do Metro Mondego passa sempre por ferrovia.

Num pedido de esclarecimento que solicitou junto dos membros do Governo, o autarca revelou que o Governo “quer encaixar essa opção, conjugando-o com o envelope financeiro dos fundos comunitários, para não criar nenhum prejuízo às populações”.

“O que se verifica é que o envelope financeiro desse programa comunitário não é suficiente para a execução do troço” entre Serpins e Coimbra, disse o líder da concelhia social-democrata.

Versão completa na edição impressa

3 Comments

  1. Henrique Costa says:

    Então façam-no ser!!! Quando uma cidade como Coimbra não tem peso para garantir 200 milhões para acabar uma obra meia feita, mais vale mesmo acabar com a cidade . E não deveria ser para Serpins-Coimbra mas para a parte urbana em Coimbra até à Lousã e depois para o Baixo Mondego!!! Cambada!!!

  2. Caros Leitores,
    Ainda, estão com esperanças, que este projeto "metro mondego", continuará ser viável?!!.
    Para mim, acabou de vez!! Não tem nenhuma "credibilidade"!!. Porquê?!
    Este projeto foi elaborado e está a avançar ao metro, decímetro, centímetro, e ao milímetro….!!. Por incrível que pareça, o metro mondego, está a Kms para não dizer a anos/luz, para se finalizar, seja o que for!!.
    Tudo aquilo que já foi feito, continua e continuará a degradar-se dia após dia, ou/e anos após anos e até mesmo séculos após séculos!! Infelizmente!!
    A população já anda cansadíssima de promessas de governantes corruptos, sem um minímo de sensibilidade e honestidade!. Deixemos de conversa fiada, e, passemos aos atos!. As pessoas sínceras e verdadeiras, são aquelas que mostram trababaho, para num futuro serem lembradas pelos seus feitos realizados.
    Toda a gente perde, por não acabarem o mais rápido possível este "maldito" projeto!!. Um projeto inacabado e invisivel!!.
    Vamos arranjar e criar novas soluções para resolver este gravíssimo e inqualificável aquilo que se chama o "metro mondego"
    Abraços a todos

  3. Fernando Costa says:

    Eu não sei se já foi instalada via em bitola europeia (1435mm). De qualquer modo, parece-me o mais sensato repor a via em bitola ibérica (1668mm) utilizando travessas polivalentes (pouco acrescentam ao custo e permitem uma futura reconversão para a bitola europeia) e proceder à sua electrificação. No entanto, fica uma pergunta no ar:
    Quando é que se começam a responsabilizar – nos tribunais – os decisores políticos por "obras" como esta em que se delapida o dinheiro dos contribuintes?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.