“Os Verdes” querem que Hospital de Cantanhede se mantenha na esfera pública

Posted by
Foto de Luís Carregã

Foto de Luís Carregã

O deputado do Partido Ecologista “Os Verdes” (PEV), José Luís Ferreira, afirmou hoje em Coimbra que o partido vai apresentar um projeto de resolução para que o Hospital de Cantanhede se mantenha na esfera pública.

“Assumimos o compromisso de apresentar um projeto de resolução, quando a petição [com mais de 5.000 assinaturas recolhidas pelo Movimento de Utentes do Serviço Público a exigir a manutenção da unidade] for discutida na Assembleia da República”, disse à agência Lusa José Luís Ferreira.

Este projeto de resolução seria uma forma “de obrigar os partidos a pronunciarem-se e a votarem”, num momento em que o Governo “encerra serviços” ou entrega-os aos “privados”, sustentou.

O projeto pretende defender que o Hospital de Cantanhede se mantenha “dentro da esfera pública e com gestão pública”, sublinhou José Luís Ferreira.

José Luís Ferreira falava à margem de uma visita ao distrito de Coimbra, onde reuniu com o Movimento de Utentes dos Serviços Públicos e realizou uma campanha contra a privatização da água.

O secretário de Estado Adjunto da Saúde afirmou na sexta-feira, em Coimbra, que o receio de privatização do Hospital de Cantanhede “não tem razão de ser” e que a única possibilidade é a cedência da gestão para a Misericórdia.

“Não se trata de nenhuma privatização, porque o Estado não vai vender o hospital a um operador privado”, frisou o secretário de Estado Adjunto da Saúde, Fernando Leal da Costa, referindo que “aquilo que se discute é a devolução da gestão à [Santa Casa da] Misericórdia”, como já aconteceu nos hospitais de Fafe, Anadia e Serpa.

O Movimento de Utentes dos Serviços Públicos (MUSP) e sindicatos da função pública, médicos e enfermeiros têm realizado diversas ações de protesto contra a eventual privatização daquele hospital do distrito de Coimbra.

Na Assembleia da República encontra-se, para debate em plenário, uma petição com mais de 5.000 assinaturas recolhidas pelo MUSP, que defende a manutenção da unidade hospitalar de Cantanhede na rede pública do Serviço Nacional de Saúde.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.