Escola de Leiria tem a maior subida no ranking da médias do secundário

Posted by

exames nacionais 03 DR

A escola que mais lugares subiu no ‘ranking’ dos exames nacionais este ano face a 2012-2013 foi o Colégio Dr. Luís Pereira da Costa, de Leiria, que com uma subida de 270 lugares ficou próximo das 50 melhor classificadas.

De acordo com os dados disponibilizados pelo Ministério da Educação e Ciência (MEC), e tendo em conta as escolas com mais de 100 exames realizados, na lista elaborada pela agência Lusa esta escola particular de Leiria fica colocada no topo das que mais lugares subiram face ao ano letivo anterior, estando agora classificada na 56.ª posição, 270 lugares acima do 326.º lugar de 2012-2013.

Entre as dez escolas que mais lugares subiram, sete são públicas e três privadas. Das dez apenas três conseguiram que a ‘escalada’ no ‘ranking’ permitisse entrar para a lista das 100 melhores classificadas.

Além do Colégio Dr. Luís Pereira da Costa, conseguiram ficar entre as 100 melhor posicionadas a Escola Básica e Secundária Joaquim Inácio da Cruz Sobral, de Sobral de Monte Agraço, distrito de Lisboa, que ficou no 58.º lugar, depois de subir 186 posições; e a Escola Secundária Frei Rosa Viterbo, uma escola pública de Sátão, Viseu, classificada na 70.ª posição depois de subir 238 lugares no ‘ranking’ face a 2012-2013.

Entre as 10 escolas que mais subiram no ‘ranking’ nove subiram mais de 200 lugares.

Do lado das escolas que mais desceram, a que mais caiu no ‘ranking’ foi a Escola Secundária de Aljustrel, Beja, que ao perder 297 lugares ficou este ano classificada na 432.ª posição, tendo baixado em quase um valor as médias nos exames, que se mantêm negativas, e nas classificações internas face ao ano anterior.

Entre as que mais caíram, a escola com uma classificação mais baixa é a Escola Básica e Secundária de Canelas, distrito do Porto, ocupando agora o 487.º lugar na lista das escolas que fizeram mais de 100 exames depois de ter descido 249 lugares. A média de exames é a mais baixa entre as 10 escolas que mais desceram, pouco acima dos oito valores, e mais de um valor abaixo da média registada em 2012-2013.
A mesma escola baixou ainda em algumas décimas a sua média na classificação interna, mas fica acima dos 12 valores.

A fechar a lista das 10 escolas que mais caíram nos ‘rankings’ deste ano está a Escola Secundária Francisco de Holanda, uma escola pública de Guimarães, que desceu 188 lugares, ocupando agora a 291.ª posição. As médias dos exames e das classificações internas, no entanto, mantêm-se positivas, registando-se mesmo uma ligeira melhoria na média interna.

Entre as 10 escolas que mais lugares perderam há apenas uma escola privada: o Colégio de Lamego, distrito de Viseu, sendo a sétima escola que mais caiu no ‘ranking’ ao perder 199 lugares, ocupando agora a 383.ª posição, tendo baixado em cerca de uma décima a média nos exames e em meio valor a média interna.

A escola, que apresenta este ano uma média negativa de 9,5 valores nos exames, tem um diferencial de mais de seis valores para a média de classificações internas, que é este ano de 15,56 valores, abaixo dos 16,1 de 2012-2013.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.