Coimbra desce 28 lugares na transparência

Posted by

transparência

Coimbra baixou de 9.º para 37.º no índice de Transparência Municipal (iTM), medido pela associação cívica Transparência e Integridade a partir da análise da página de cada município na internet.
O “trambolhão” de Coimbra é comum a oito outros municípios do distrito – incluindo a Figueira da Foz, que liderou o ranking em 2013, quedando-se agora pelo 11.º lugar. (ver notícia na pág. 32)
Por contra, Oliveira do Hospital (de 106.º passou para 47.º) e, sobretudo, Miranda do Corvo (que sobre do lugar 194, há um ano, para o 25.º este ano) registam notáveis progressos.
“Imperturbável” continua Soure, que há um ano era quase último e este ano mantém o mesmo lugar (300.º entre os 308 municípios do país).
O iTM “mede” a informação disponibilizada aos munícipes, quer pela quantidade quer pela tipologia diferenciada. Os dados considerados têm a ver com a estrutura, o funcionamento e a gestão da câmara.
O índice varia de zero a 100 pontos e envolve 76 indicadores. No distrito de Coimbra só dois municípios (Figueira da Foz e Miranda do Corvo) conseguiram ter “nota positiva”, superando os 50 pontos. Áreas de elevado risco de corrupção, como a contratação pública e o urbanismo, têm fatores de ponderação mais elevados.
O ranking de 2014, que tem Alfândega da Fé e Carregal do Sal no topo, premeia sobretudo municípios pequenos e do interior. Dentre as cidades maiores, acima de Coimbra estão Évora (6.º), Matosinhos (12.º), Leiria (21.º) e Porto (28.º). No polo oposto está o município de Belmonte, que é último com apenas 3 pontos. | Paulo Marques

2 Comments

  1. AHHAH… Soure continua "imperturbável". Gostei da ironia caro jornalista Paulo Marques 🙂 mt bom

  2. Chama-se a isso "Machadismo".

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.