Autoestrada Coimbra-Figueira entra em obras

Posted by

A14

A A14 – Figueira da Foz/Coimbra é uma das autoestradas que, este ano, vai entrar em obras de beneficiação. Ao todo, a Brisa vai investir  cerca de 10,4 milhões de euros ainda este ano em melhorias na rede para aumentar os níveis de serviço prestados.

No conjunto do ano, o investimento em infraestruturas chegará aos 55 milhões de euros, acrescenta a Brisa Concessão Rodoviária (BCR), em comunicado.

O investimento hoje anunciado diz respeito a obras de beneficiação e reforço do pavimento nos sublanços Ançã/Coimbra Norte (A1/A14)/Zombaria da A14 – Auto-estrada Figueira da Foz/CoimbraA1.

Para al3m destes, haverá também obras na A1 – Auto-estrada do Norte, da A3 – Auto-estrada Porto/Valença

Estes trabalhos – que deverão ser iniciados na próxima semana – destinam-se “à realização de obras para melhoria dos níveis de serviço prestado e da comodidade para os automobilistas”.

Até ao final do verão estão ainda programadas obras de beneficiação/reforço do pavimento do sublanço IC24/Carvalhos da A1 – Auto-estrada do Norte e nos sublanços EN201/Ponte de Lima Sul/Ponte de Lima Norte, da A3 – Auto-estrada Porto/Valença.

5 Comments

  1. Uma autoestrada caríssima e vazia, e vão enterrar dinheiro ali com tanta estrada nacional a precisar de obras profundas…

  2. Mas que vergonha, gastar o dinheiro dos contribuintes em estradas vazias. Só neste país.
    Os senhores das Estradas de Portugal já pensaram em recuperar o IC1/ Estrada Nacional 109, a principal via de acesso à Figueira da Foz? Pois bem, aconselha-se vivamente que passem por lá e vejam realmente que estrada precisa mais de obras. Será uma autoestrada caríssima e vazia ou uma estrada onde circulam diariamente milhares de viaturas? Não se admirem de muito em breve as empresas do concelho se irem embora para outros concelhos com mais condições.
    Vergonha!!

  3. neste momento para haver transitos nas autoestradas,que nunca deveriam ver a luz do dia há duas estratégias:por um lado deicar degradar completamente os itenerários-Ic2;Nacional 109 e outras similares;por outro colocar radares ,na caça à multa em zona de velocidade de 50Km.
    Já agora porque é sempre bom aprender,fica o jornalista a saber,chamar-se a autoestrada Porto Valença de A-28

  4. Os snrs administradores do site,pela censura a alguns comentários até parecem acionistas da brisa ou agentes policias.

  5. Zé da Gândara says:

    É preferível fazer obras nas auto-estradas que estão desertas a gastar esse dinheiro no SNS… Não gastando o dinheiro no SNS, a maioria da população sujeita-se a falecer numa qualquer urgência quando ao SNS tiver de recorrer, por não ter pilim para ir a um dos florescentes Hospitais Privados… No tempo do II Reich era mais ou menos assim que se exterminavam grupos considerados indesejados e nesta espécie de III Reich, os menos abonados de carteira parece terem sido eleitos alvos da ira dos extremistas que por cá aplicam os ditames da potência estrangeira que já cá manda através dos Marechais Philippe Pétain locais, germanófilos por opção, incompetentes e avessos à competência por vocação…

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.