Artesanato e queijo de Penela vão beneficiar da inovação tecnológica

Posted by
FOTO DR

FOTO DR

A produção de artesanato de vime e de queijo certificado do Rabaçal poderão beneficiar da inovação proporcionada pelo FabLab de Penela, uma oficina baseada nas novas tecnologias, afirmou hoje o presidente da Câmara Municipal.

O FabLab já funciona provisoriamente, há dois meses, na Casa das Indústrias Criativas, no centro histórico de Penela, devendo mudar-se para instalações próprias em novembro.

“Queremos criar aqui uma cultura favorável à inovação e a não termos medo de fazer asneiras”, afirmou o autarca Luís Matias aos jornalistas, durante um encontro do FabLab local, um dos primeiros de Portugal, com parceiros do projeto europeu Crealab.

Tirando partido de financiamentos comunitários, a Câmara de Penela investiu mais de 140 mil euros, para fazer avançar o FabLab, na reabilitação de um imóvel antigo e na aquisição de equipamentos.

O Crealab é uma rede de “territórios de experimentação em ambiente de ´living lab´”, que visa o desenvolvimento de produtos e serviços articulando os setores tradicionais e as indústrias criativas.

“As velhas técnicas, usadas, designadamente, no artesanato do vime, têm de ser aprendidas, ligando-as depois a uma cultura de sustentabilidade dos territórios e de valorização dos produtos locais”, enfatizou o presidente social-democrata da Câmara, Luís Matias

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.