Pais reclamam por transportes escolares em Montemor-o-Velho

Posted by
Segundo José de Oliveira e Sousa, transporte escolar custa 20 mil euros por ano. FOTO CARLOS JORGE MONTEIRO

Segundo José de Oliveira e Sousa, transporte escolar custa 20 mil euros por ano. FOTO CARLOS JORGE MONTEIRO

O Movimento Independente de Cidadania Por Amor a Esta Terra entregou esta quinta-feira, em conjunto com os encarregados de educação dos alunos da Escola Básica Integrada de Pereira, um abaixo assinado contra a medida da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, que prevê a comparticipação nos transportes escolares apenas às crianças que residem a mais de três quilómetros do estabelecimento de ensino.

Uma atitude que, de acordo com José de Oliveira e Sousa, um dos responsáveis da ação, vai resultar no encerramento da escola de Pereira, local onde estudam mais de 600 crianças.

“Este vai ser o presidente da Câmara de Montemor a conseguir fechar uma escola que custou milhões de euros ao município”, atirou o representante do movimento integrado no MPT, explicando que esta medida vai “obrigar muitos pais a mudar os seus filhos para escolas fora do concelho”.

4 Comments

  1. os 3 km não são mais do que a imposição da lei para comparticipação!

  2. Pereirense says:

    Nos tempos da governação laranja um situação destas motivava logo um comunicado acintoso da secçao de PS de. Pereira.
    Porque estão tão caladinhos?

  3. Zé da Gândara says:

    Trata-se antes de mais, de uma perseguição maquiavélica movida contra o nosso querido líder, que lembre-se, para quem não sabe, é a pessoa que mais preza pelo cumprimento da lei quiçá e assim á primeira vista, no concelho! Uma pessoa com um passado imaculado! Sem esqueletos no armário! Alguém que sempre foi frontal e que nunca enveredou por práticas menos transparentes, seja a nível profissional, seja a nível pessoal, seja a nível político e ao serviço da causa pública e na defesa do exercício da cidadania! Chama-se a isto, atirar lama para a ventoinha que está dirigida para o nosso querido líder, com manifesto objectivo de o desgastar e de o desviar da sua “Grande Marcha”, qual Mao Tsé-Tung rumo à Grande Vitória sobre todas as forças diletantes que personificam a cristalização, o imobilismo e o desejo de atraso endémico do concelho que aprece interessar a muitos! O nosso querido líder, em menos de um ano, já fez uma pequena revolução… Os resultados já são visíveis e exista vontade de o demonstrar, as estatísticas já o provam!
    O nosso querido líder é um puro, um pedagogo, um estratega que não recorre a estratagemas (como tantos outros que se auto-intitulam estrategas mas que apenas recorrem a estratagemas para alcançar, sem olhar a meios, os fins a que se propõem…
    Quem dera à República Portuguesa contar com servidores do Povo ao mais alto nível tão íntegros quanto o nosso querido líder… Pergunto: alguém ouviu o nosso querido líder voltar com a palavra dada atrás ou dar o dito por não dito? Quem não se lembra de um certo vice-primeiro-ministro considerar a sua demissão como irrevogável e de ter feito marcha-atrás? Quem não se lembra de alguém que andou a delimitar linhas vermelhas para de seguida as apagar? E o nosso querido líder é lá pessoa de andar com este tipo de práticas? E mais… O nosso querido líder gere o dinheiro público como gere as suas finanças pessoais, com carácter prudente, regrado e justo.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.