Verdes alertam para atrasos nas urgências do CHUC

Posted by

03 HUC

O Partido Ecologista “Os Verdes” (PEV) alertou para os atrasos na assistência e encaminhamento dos doentes no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), motivados pela “sobrecarga” e “debilidades” das urgências da unidade.

Numa pergunta entregue ao Ministério da Saúde, o deputado José Luís Ferreira, do grupo parlamentar do PEV, alerta que “o aumento de utentes por via do encerramento de serviços de unidades de saúde, sobretudo no distrito, e do funcionamento da urgência do Centro Hospitalar de Coimbra (CHC – Covões) a tempo parcial, sobrecarrega e demonstra as debilidades das urgências” do CHUC.

Segundo esse mesmo requerimento, as “debilidades das urgências” da unidade prendem-se com “a necessidade de equipas médicas reforçadas, falta de enfermeiros e assistentes técnicos”, assim como a falta de material e de camas, que não cobrem as necessidades do CHUC.

Para “Os Verdes”, a situação necessita de “uma resposta célere e de qualidade” no serviço de urgências, questionando o Ministério se está previsto “a curto prazo” melhorar as condições de acesso de saúde nas urgências do CHUC, com um reforço de material e de profissionais de saúde.

“O emagrecimento de determinadas unidades de saúde, através da redução dos serviços, de valências e de profissionais, e a respetiva concentração nas unidades de hierarquia superior criam um efeito de afunilamento incapaz de uma resposta adequada face ao aumento de doentes, às limitadas condições físicas e à falta de recursos humanos destas mesmas unidades”, lê-se na pergunta endereçada ao Ministério da Saúde.

José Luís Ferreira, nesse mesmo requerimento, recorda que o CHUC, apesar de ter conseguido o primeiro lugar dos melhores hospitais a nível de internamento, a “verdade é que, ao nível das urgências, a situação é diferente”.

Criado em 2011, o CHUC agrega os hospitais da Universidade de Coimbra e Geral (vulgarmente conhecido por Hospital dos Covões), as maternidades Daniel de Matos e Bissaya Barreto, o Hospital Pediátrico e o Centro Hospitalar Psiquiátrico de Coimbra.

One Comment

  1. Aproveitem e questionem também quando é que fazem cumprir a lei que dá aos doentes o direito de serem acompanhados dentro das urgências. Em vez de informarem as pessoas que têm esse direito, vedam o acesso com a arrogância de serem quem manda ali e não querem saber de leis para nada.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.