Intoxicação alimentar provoca alerta máximo na Cadeia de Coimbra

Posted by

 

Foto - Luís Carregã

Foto – Luís Carregã

Uma alegada situação de intoxicação alimentar terá afetado cerca de quatro dezenas de reclusos do Estabelecimento Prisional de Coimbra. Ao local acorreram diversas ambulâncias e meios de socorro mas as informações são ainda escassas.

Segundo foi possível apurar, o alerta terá sido dado após as 16H30. Desde essa hora chegaram à cadeia viaturas de emergência do INEM e perto de uma dezena de ambulâncias das corporações de bombeiros de Coimbra e de concelhos vizinhos.

Até às 19H00, apenas um dos reclusos afetados foi transportado à urgência do CHUC. Os restantes reclusos estão retidos na enfermaria da cadeia, em observação e tratamento, sob orientação do INEM e dos Serviços Prisionais.

Segundo a Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais, o  quadro clínico apresentado é de vómitos e diarreias. Nesta prisão de cerca de 500 reclusos, uma situação idêntica registou-se há cerca de “mês e meio” quando mais de 30 pessoas também apresentaram vómitos e diarreias, tendo nessa altura o diagnóstico médico sido uma “virose”.

Na altura, “foram feitas análises à comida, que foram negativas e os médicos atribuíram os sintomas a uma virose”, recordou a mesma fonte.

 

(EM ATUALIZAÇÃO)

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.