“Candidatura de Conímbriga a Património Mundial é um grande passo para Condeixa e para a valorização de um património cultural único”

Posted by
Foto Luís Carregã

Foto Luís Carregã

As Festas de Santa Cristina, o Dia do Município, continuam a ser uma oportunidade única para encontrar a alma das populações, para evocar e homenagear, mas, sobretudo, para promover o encontro entre todos os condeixenses?
Concordo consigo, esta é uma altura de encontro e de identidade para os condeixenses, a filosofia que está por detrás das Festas de Santa Cristina tem muito a ver com essa ideia, com a identidade local, da vila e do concelho. Dizer também que procuramos com estas festas promover e incentivar o comércio local, as diversas associações, as relações com as empresas. Esta é uma festa para Condeixa e para quem nos visita, totalmente proporcionada pela autarquia e que acaba por ser uma prenda para os condeixenses.

Promovendo o melhor que Condeixa tem a oferecer?
Promovendo o condeixismo e a forma de estar condeixense, trazendo pessoas de fora para conhecerem e apreciarem os nossos produtos típicos – os doces, como a escarpiada, o licor de leite, o cabrito –, que as associações locais e os restaurantes que participam proporcionam a todos. Queremos que quem nos visita seja bem recebido para voltar sempre. As cidades que se encontram geminadas com Condeixa também estarão representadas –Idanha-a-Nova [que “partilha” com Condeixa o nome e a obra de Fernando Namora], mas também as estrangeiras Bretten (Alemanha), Longjumeau (França) e Pontypool (País de Gales) – na abertura da festa, hoje, às 19H00. No Dia do Município, a 24 de julho, mantém-se a homenagem a algumas pessoas que se distinguem na sua atividade e serão ainda lançados dois livros, um ligado à história de Condeixa e outro ligado a Conímbriga.

Conímbriga, grande ex-libris de Condeixa, que a autarquia quer ver Património Mundial da UNESCO?
Lançamos recentemente o movimento de candidatura de Conímbriga a Património Mundial da UNESCO, que valorizamos e assinalamos já neste Dia do Município. Este é um grande passo para Condeixa e para a valorização de um património cultural único da época romana. Temos a consciência que é um processo muito trabalhoso e de difícil concretização, mas nós não somos pessoas para desistir e acreditamos que haveremos de efetivá-lo. O processo de candidatura implica um trabalho imenso de levantamento patrimonial, não só o património ligado à romanização, mas todo o património cultural e imaterial, que integra os pressupostos da candidatura.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.