“Ascensão da extrema direita dita o fim do projeto europeu”

Posted by

MARISA MATIAS

Confessando grande preocupação quanto à afirmação das forças da extrema-direita, Marisa Matias adianta que está em risco o projeto europeu. Garantindo uma luta séria contra a austeridade que sufoca os países e os cidadãos, Marisa Matias promete continuar a responder com trabalho a todos os que se desencantaram com o Bloco  de Esquerda

Porque é que aceitou recandidatar-se à Europa?
Porque era o que fazia sentido. Eu acho que os cargos não se devem eternizar, até porque não considero isto uma profissão, mas sim uma comissão de serviço ou uma missão. Mas neste caso era o que fazia sentido porque os tempos de duração dos processos de decisão no Parlamento Europeu não são iguais aos do parlamento nacional e havia processos iniciados que fazia sentido dar-lhes desse continuidade. Depois, há também o facto da equipa inicial de 2009 eu ser a única que restava. Mas é, sobretudo, uma questão de projeto político.

Foi a primeira a reconhecer que esta reeleição foi difícil. Porque é que estas eleições foram mais difíceis para o Bloco de Esquerda?
Disse-o logo na própria noite eleitoral. Há muitos fatores que contribuíram para o resultado negativo do Bloco. Uns, seguramente de culpa própria, outros de natureza externa. Sinceramente acho que devemos fazer uma reflexão mais profunda sobre os resultados porque acredito que haja más razões para não votar no Bloco, mas também há de haver, seguramente, boas razões. São essas que devem ser tiradas a limpo e têm que se levar em linha de conta. É óbvio que houve um maior cenário de polarização e de fragmentação de voto que não nos ajuda, uma vez que não somos um partido de eleitorado fixo. E, infelizmente, desde 2011 temos vindo a perder algum eleitorado.

(Entrevista completa na edição completa)

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.