Acordo sobre Fundo de Apoio “poupa” 130 milhões às autarquias

05 MANUEL MACHADO LC  (1)

Os 50 por cento de financiamento do Fundo de Apoio Municipal que cabem às autarquias, ao invés dos 70 por cento de comparticipação na proposta do Governo, contribui para uma “poupança” de 130 milhões de euros e é vista como uma das principais conquistas da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) nas negociações que ontem conduziram a um acordo com a tutela.
Ontem, em declarações aos jornalistas na sequência da reunião que aprovou o acordo com o Governo para a constituição do Fundo de Apoio Municipal (FAM), Manuel Machado, presidente do conselho diretivo da ANMP, disse tratar-se de “uma operação de controlo de danos”.
Este é “um sacrifício solidário de centenas de câmaras que não precisam de qualquer plano de resgate para aquelas que precisam”, destacou o autarca de Coimbra, sustentando que “é preciso que situações como esta não se repitam”.

Versão completa na edição impressa

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.