Regiões “atacam” crise da demografia

Posted by
Representantes das cinco regiões do Sudoeste Europeu reuniram-se em Coimbra. FOTO LUÍS CARREGÃ

Representantes das cinco regiões do Sudoeste Europeu reuniram-se em Coimbra. FOTO LUÍS CARREGÃ

Os problemas demográficos e, em particular, do envelhecimento ativo são uma das áreas prioritárias para a Macro Região do Sudoeste Europeu (RESOE).

Nesse sentido, a região Centro vai coordenar um grupo de trabalho que, até final do ano, possa apresentar propostas de intervenção a financiar pelo novo quadro comunitário.

O Centro, a par do Norte de Portugal e de três regiões espanholas (Galiza, Castela e Leão e Astúrias) integram a RESOE.

Constituída em 2010, corresponde a um território que representa 31% da área total da Península Ibérica e a uma população de cerca de 12 milhões de pessoas, quase 25% do total da Península.

Versão completa na edição impressa

One Comment

  1. Henrique Costa says:

    A região centro em primeiro deveria ganhar identidade, só mudar o nome para Beiras já ajudaria. Depois deveria fazer uma introspecção sobre o que está a falhar, porque é que não temos nem vontade nem capacidade de mudar e por fim fazer um ultimato, quem quer ser parte da região que fique, tranvestidos do norte como Aveiro que saiam. Depois sim, começar a trabalhar em planear o futuro. Até lá, vai ser mais uma análise teórica para ficar num bom documento algures na internet.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.