Mais de 200 estabelecimentos da Baixa de Coimbra aderem às Marchas Populares

Posted by
Foto Luís Carregã

Foto Luís Carregã

As Marchas Populares da Baixa de Coimbra realizam-se este ano a 13 de junho, com 15 grupos de seis concelhos da região e com mais de 200 estabelecimentos de comércio e restauração que aderem às festividades.

As marchas “são a iniciativa que traz mais pessoas à baixa da cidade”, realçou Vítor Marques, presidente da Agência para a Promoção da Baixa de Coimbra (APBC), entidade responsável pela organização do evento, afirmando que pretende que a iniciativa “atraia pessoas de regiões limítrofes”.

A Praça 8 de Maio vai ser “o palco principal” do evento, contando com 15 atuações, referiu o responsável, informando que as marchas vão também estar presentes na Rua da Sofia, Terreiro da Erva, ruas Visconde da Luz e Ferreira Borges, Largo da Portagem e Praça do Comércio.

À imagem do que aconteceu nas quatro edições anteriores, a restauração irá ter sardinha assada e o comércio da Baixa de Coimbra vai estar de portas abertas “até às 24:00”, estando mais de 200 estabelecimentos envolvidos.

Durante as marchas populares, que começam às 20:30, dez ruas daquela zona da cidade vão participar no desafio “A minha rua é linda”, competindo pela eleição das três ruas com melhores decorações, informou o presidente da APBC.

No dia 14 de junho, realiza-se também o 2.º Desfile de Marchas Infantis, entre o Largo da Portagem e a Praça 8 de maio, a começar às 14:30, informou.

O orçamento do evento “é baixíssimo”, disse Vítor Marques, durante a conferência de imprensa de apresentação da iniciativa, que se realizou hoje de manhã na Praça 8 de Maio, não avançando, porém, com o valor gasto nas marchas.

“Vemos sempre a Baixa tão triste”, lamentou Rui Oliveira, do grupo Artes de Palco, de Vila Nova de Anços, que participa nas festividades, frisando que o evento “pode projetar toda a alegria” que aquele espaço merece.

Rui Oliveira defendeu que as marchas “se devem perpetuar” e que se transformem “num marco obrigatório do turismo da região”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.