Festival das Artes sob o signo do património

Posted by

FESTIVAL DAS ARTES

Satisfeito o desejo, cumpre-se a promessa: o VI Festival das Artes acontece, entre 18 e 29 de julho, em Coimbra, sob o signo do património, depois da UNESCO ter inscrito a Universidade de Coimbra, Alta e Sofia na lista Património da Humanidade.

O desejo tinha sido manifestado há um ano – poucos dias antes da decisão da UNESCO – por José Miguel Júdice, presidente do Festival das Artes, que deixou depois a promessa agora cumprida.

Ontem, na apresentação da sexta edição do festival que tem como espaço privilegiado a emblemática e magnífica Quinta das Lágrimas, o responsável deixou agradecimentos às entidades públicas – Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Direção Regional de Cultura do Centro (DRCC) e Universidade de Coimbra (UC) – e aos muitos privados que contribuem decisivamente para a sua realização. E, apesar do orçamento modesto – entre 120 e 130 mil euros –, José Miguel Júdice deixou uma certeza: a qualidade do festival não é matéria negociável. O que vem provar, de acordo com o responsável, que “é possível fazer melhor com menos”.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.