“Não podem pedir à Queima das Fitas que entre no campeonato da Liga dos Campeões da contratação de artistas”

Posted by

05 ANDRE GOMES QUEIMA DAS FITAS LC  (11)

É, pelo terceiro ano, secretário-geral da Queima das Fitas. É a primeira vez que tal acontece…
Tenho ideia que sim. Tenho quase a certeza que é o primeiro ano que alguém se recandidata e ganha.

Porque decidiu recandidatar-se?

Achei que o meu trabalho ainda não estava completo, no que diz respeito ao contributo que eu podia dar à Queima das Fitas e à Associação Académica de Coimbra. A conjuntura económica do país também não é propriamente fácil… e o lugar de secretário-geral, como é público, é remunerado.

Ganha-se bem?

Ganha-se o ordenado mínimo.Não se ganha por aí além, mas dá para que eu esteja em Coimbra a fazer estas funções, não estando ao encargo dos meus pais, o que é uma condição obrigatória. Além disso, acho que é desafiante fazer um evento tão grande como a Queima das Fitas.

Na altura da apresentação da Queima das Fitas, disse que este ano iria haver uma redução de 10% no orçamento. Que implicações é que isso terá?

Penso que a nível de qualidade não se vai notar em nada. Estamos a conseguir tirar os proveitos que a crise tem a nível de negociação com fornecedores. Como é lógico também eles têm menos trabalho. E isso faz com que nós tenhamos condições mais fortes para negociar do que o que tínhamos antes. Além disso, desde que sou secretário-geral, há três anos, que negociamos a Queima das Fitas e a Latada. Ou seja, os nossos fornecedores são os mesmos para que possamos ganhar dimensão e escala e conseguirmos ter preços, incomparavelmente, melhores do que se praticavam há quatro ou cinco anos.

Disse, também, que os concessionários têm registado uma quebra, apesar de noites de grandes enchentes…

Isso é algo que não está ao alcance da organização, porque ninguém consegue colocar dinheiro nos bolsos das pessoas, que têm menos poder de compra. Isso nota-se depois no volume de dinheiro que cada um gasta nos oito dias que vai ao parque. Além disso, as pessoas vão cada vez mais tarde para o recinto. Isso faz com que a pessoa gaste menos dinheiro lá dentro. Assim, e porque fatura menos, o concessionário vai pagando cada vez menos de ano para ano. Vamos tomar algumas medidas para contrariar isso. Já que não conseguimos pôr dinheiro no bolso das pessoas, consigamos, pelo menos, atraí-las mais cedo para o recinto.

Versão completa na edição impressa

6 Comments

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.