Circulação continua cortada na Linha da Beira Alta

Posted by

comboio-cp

A circulação de comboios na linha da Beira Alta, entre Mortágua e Pampilhosa, vai estar suspensa pelo menos até ao final da manhã desta quinta-feira, devido ao descarrilamento de um comboio de mercadorias, informou a Refer.

Enquanto durar a suspensão, a CP está a proceder ao transbordo de passageiros, precisou a fonte da CP, em declarações à Agência Lusa.

O descarrilamento, de dois dos 11 vagões da composição, ocorreu cerca das 17:00 de quarta-feira e não provocou vítimas ou danos, disse à Lusa a porta-voz da empresa, Susana Abrantes.

No entanto, os vagões ficaram imobilizados em cima de uma ponte, “uma estrutura metálica bastante alta”, pelo que os trabalhos de carrilamento estão foram mais morosos, obrigando a procedimentos de segurança, explicou a mesma fonte.

Os dois vagões foram recolocados sobre os carris durante a madrugada de hoje, mas falta proceder a outros trabalhos, nomeadamente verificar as condições da estrutura e substituir algum elemento que possa ter ficado danificado, pelo que a Refer não tem ainda previsão de reabertura do troço à circulação.

“Não temos ainda previsão, esperemos tê-la ao fim da manhã”, disse Susana Abrantes.

O descarrilamento de quarta-feira ocorreu no mesmo troço da linha da Beira Alta onde, a 15 de maio, um outro comboio de mercadorias descarrilou, provocando avultados na infraestrutura ferroviária.

Apesar da coincidência no troço, Susana Abrantes diz que o incidente não ocorreu no mesmo sítio e, por enquanto, não há qualquer indicação que ligue os dois descarrilamentos.

“Os descarrilamentos de comboios, nomeadamente vagões de mercadorias em vazio, não são inéditos nem pouco habituais. Acontecem com alguma frequência”, disse a representante da empresa responsável pelas infraestruturas ferroviárias em Portugal.

Susana Amador sublinhou ainda que, normalmente, estes incidentes não representam qualquer perigo, já que o comboio sai dos carris, mas não tomba.

A porta-voz da CP, Ana Portela, explicou entretanto à Lusa que desde a tarde de quarta-feira, e até que a circulação na linha da Beira Alta seja reposta, a empresa está a fazer o transbordo de passageiros.

No serviço Regional, o transbordo é entre Pampilhosa/Mortágua/Pampilhosa, no serviço Intercidades haverá transbordo entre Coimbra-B/Mortágua/Coimbra-B.

No serviço Internacional, nomeadamente o Sud Expresso e o Lusitânia Comboio Hotel, o percurso Lisboa/Coimbra-B é feito de comboio, enquanto o percurso Coimbra-B/Vilar Formoso/Coimbra-B é realizado de autocarro. O percurso Coimbra-B/Lisboa é efetuado em comboio Especial, no horário dos comboios Sud e Lusitânia.

One Comment

  1. Abílio Ferreira says:

    Um descarrilamento, senão no mesmo lugar, pelo menos perto de onde aconteceu o ano passado, significa que algo de muito grave se encontra ali e que merece uma atenção especial por parte de quem de direito, tem a obrigação de manter as condições de segurança necessárias à segurança do tráfico ferroviário. Ou será que um comboio de passageiros tem que descarrilar lá e morrer alguém para ser reposta a segurança necessária no local?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.