Abaixo-assinado contra perigos do IC2 nos Alqueves

Posted by
Acidente de 3 de março

Acidente de 3 de março

437 pessoas assinaram uma petição pública para melhorar a circulação e a segurança nos Alqueves. O documento vai ser entregue aos presidentes da câmara e das juntas de freguesia de Santa Clara e de São Martinho do Bispo.
A petição surge na sequência do elevado número de acidentes rodoviários ocorridos na variante sul do IC2 de Coimbra. O caso mais grave, recorde-se, aconteceu no nó com a estrada dos Covões, a 3 de Março último, quando um camião se despistou, partiu os rails de proteção e despenhou-se para a estrada Caminho das Vinhas, localizada justamente nos Alqueves.
O acidente fez com que o pesado caísse em cima de viaturas e habitações. “Por sorte não atingiu nenhuma pessoa nem transportava mercadoria perigosa”, dizem os cidadãos subscritores da petição, que, por isso, expressam a “inquietação para as condições de segurança da via citada, que consideram inaceitáveis”.
Sobre o IC2, a petição alerta para o estado do pavimento, que tem apenas cerca de quatro anos, mas já apresenta sinais de colapso, devido ao abatimento de terras. Também a perigosidade do troço é enfatizada, quer pela curva e contracurva quer pela fraca visibilidade na entrada na via, no sentido Covões–Almegue
Em paralelo, os peticionários chamam a atenção para o Caminho das Vinhas (via essencial para acesso local), que também carece de segurança no tráfego rodoviário e de peões. Em causa as características da via, com trânsito considerável em ambos os sentidos, inexistência de passeios, fraca visibilidade e estacionamento de veículos, com risco acrescido de queda de objetos e veículos do IC2, resultantes de acidentes, explicitam.
Nesta zona, os residentes lamentam que continue por concretizar um troço rodoviário, projetado há muitos anos, que consideramos relevante para o local. São escassos 100 metros, nos Alqueves, que melhorariam a circulação de veículos e peões, “minimizando a passagem pelo Caminho das Vinhas, que consideramos apresentar poucas condições de segurança”.
Assim, os moradores solicitam vistoria às condições de circulação, bem como a conclusão do troço mencionado. Tudo para minimizar constrangimentos e melhorar a segurança e o acesso a casas do Bairro da Moura, Ladeira dos Alqueves, Caminho das Vinhas etc… Por fim, propõem a colocação de um mecanismo de controlo de velocidade por radar no IC2, no sentido Condeixa–Almegue que minimize incidentes futuros.
| Paulo Marques

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.