Ordem dos Médicos diz que Hospital de Aveiro está “à beira da rutura”

Posted by

19 carlos cortes

O presidente da secção regional do Centro da ordem dos Médicos, Carlos Cortes, disse hoje que o Hospital de Aveiro está “à beira da rutura”, com situações “graves”, quer nas consultas, quer na urgência.

“Há situações, por exemplo, na urgência, em que o médico mais escalado é o médico “buraco”, ou seja, o vazio na escala. A maior parte das vezes a urgência não têm o número necessário de médicos para assegurar o serviço de urgência com segurança”, declarou à agência Lusa.

Carlos Cortes, que se reuniu com os médicos do distrito de Aveiro, diz ter encontrado “um ambiente de grande crispação e desmotivação dos profissionais que não é habitual na classe médica”, porque no Centro Hospitalar do Baixo Vouga – que além do Hospital de Aveiro compreende os de Águeda e Estarreja – “os serviços estão a ser completamente desestruturados”.

O representante da Ordem dos Médicos falou em mal-estar acentuado e disse que os médicos “não conseguem falar com a direção clínica” e que os profissionais “se sentem feridos pela forma como são tratados”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.