Antigos estudantes reunidos para lembrar o 17 de Abril

04 17 abril CJMHá 45 anos, os estudantes de Coimbra souberam transformar a cidade “no baluarte da resistência juvenil e inundaram-na da alegria criativa que só jovens de 20 anos sabem inventar”. As palavras pertencem a Osvaldo Castro, cuja ausência foi sentida e lembrada ontem, durante um almoço de antigos estudantes que serviu para comemorar os 45 anos do 17 de Abril de 1969.
O antigo dirigente, falecido em junho do ano passado, era membro da direção-geral de Alberto Martins, o presidente da AAC que, durante a inauguração do edifício das Matemáticas, pediu para usar da palavra, no intuito de dar voz ao descontentamento dos estudantes. A ditadura não deixou e a Academia dava início à mais longa luta dos estudantes, em quase cinco décadas anos de regime salazarista.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.