Um dia com José Carlos Alexandrino

Posted by
Foto - Luís Carregã

Foto – Luís Carregã

Foi no “dia das angústias” – como o próprio autarca designa as suas quartas-feiras – que o DIÁRIO As BEIRAS acompanhou o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital no desempenho do seu cargo.
As quartas-feiras de José Carlos Alexandrino estão, religiosamente, reservadas para ouvir os munícipes. Pode ser durante toda a manhã ou, mesmo, todo o dia: “Ouço aqui histórias de vida que me deixam angustiado por querer ajudar e, às vezes, não conseguir”, desabafa o autarca.
A cumprir o segundo mandato, eleito como independente nas listas do PS, regista que “os problemas das pessoas e das famílias agravam-se de ano para ano… mas agora parece que está a aliviar um pouco”.
Como que a provar esta constatação, o número de munícipes atendidos na última quarta-feira, 19 de fevereiro, rondou a dezena e meia, quando a média anterior era o dobro. Para esta redução contribuiu a decisão tomada por José Carlos Alexandrino de transferir todos os processos de desemprego para outro dia, com atendimento mais especializado pelos serviços.
Mesmo assim, como constatou a nossa reportagem, surgem sempre casos destes: ou é uma mãe divorciada, desempregada e deprimida que não consegue pagar a renda da casa, uma outra mulher que vem pedir emprego para o marido que não teve ânimo para colocar o problema diretamente, uma licenciada que procura estágio, um jovem de 25 anos, obeso, com carta de condução e conhecimentos de francês e inglês, mas que nunca trabalhou, ou um outro, da mesma idade, a viver na casa da sogra, mas que não pode trabalhar nas obras porque tem “um problema nas costas”.
“Cada caso é um caso”, constata o autarca que tenta procurar soluções adequadas a cada circunstância, muitas vezes acompanhadas de conselhos de vida: “É uma forma de lidar com as pessoas que aprendi no balneário, como treinador de futebol, que funciona como estímulo e motivação”.

 

(Ler reportagem completa na edição deste sábado do DIÁRIO AS BEIRAS)

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.