Diário do Presidente – Pampilhosa da Serra investiu numa gestão sem loucuras

Posted by

04 PRESIDENTE PAMPILHOSAO relógio da Igreja Matriz de Pampilhosa da Serra batia as 09H00 da manhã. A equipa do DIÁRIO AS BEIRAS chegava à vila, depois de uma (demasiado) longa viagem para uns pouco mais de 80 quilómetros.

Tem razão o presidente da câmara, José Brito, quando acusa as entidades responsáveis de terem esquecido o concelho de Pampilhosa da Serra no momento de decidirem – e aprovarem – as obras prioritárias para o país. Conhecedor do concelho – onde nasceu (em Unhais-o-Velho) – e onde se sente feliz enquanto pessoa e realizado enquanto autarca, José Brito não desiste de se bater por “uma boa acessibilidade ao concelho”. E já lá vão uns anitos!

Assumiu o lugar de vice-presidente com os presidentes José Augusto (em 1994) e Hermano Almeida (em 1998). Em 2007 assume a presidência da autarquia por renúncia de Hermano Almeida e é eleito pela primeira vez em 2009. Conhece o território, mas conhece acima de tudo as pessoas porque, como faz questão de sublinhar, foi aprendendo a ouvi-las “enquanto parte das soluções” para os problemas.

Homem simples e de trato fácil, José Brito recusa a crítica pela crítica e acredita que “o sucesso de um município está na união de esforços entre vizinhos (autarcas e instituições) na luta por melhores condições de vida das (suas) populações”. E a mostrar que esta é uma preocupação séria, Pampilhosa da Serra regista um bom aproveitamento das verbas disponíveis nos quadros comunitários de Apoio… “sem pôr em risco o equilíbrio financeiro” e garantindo obras que afirmam o concelho em vários setores, com o turismo de natureza à cabeça.

 

Ver versão completa na edição impressa

One Comment

  1. O Concelho da Pampilhosa da Serra , do meu ponto de vista tem um Presidente altura de saber gerir as verbas que lhe são atribuídas ao Concelho.
    É dos Concelhos do distrito de Coimbra mais distante e com menos recursos em todas as vertentes.
    No campo da saúde é dos mais desfavorecidos, a distancia que o separa dos Hospitais de referência, não tem um centro de atendimento compatível , tendo em vista a distancia que temos até aos primeiros socorros.
    Tenho esperança que o Sr: Presidente tem isso em conta, mesmo havendo um serviço de continuados, não é suficiente para o Concelho,.
    Do meu ponto de vista muito há a fazer pelo nosso Concelho , e tenho esperança que temos um presidente a altura de tudo fazer para que tal aconteça.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.