Oposição ao júri leva professor a reclamar ao Provedor de Justiça

Posted by

06 PAINEL MATEMATICAS LCUm professor da Universidade de Coimbra (UC) que espera, há um ano, pela realização de provas de agregação apresentou queixa ao Provedor de Justiça, oito meses após ter invocado parcialidade do júri, revelou o docente.

O grupo nomeado para avaliar Carlos Martins da Fonseca incluía a presidente do júri que já tinha reprovado em idênticas provas, por maioria, este professor auxiliar do Departamento de Matemática da UC. O júri integrava ainda, entre outros, uma colega de Lisboa, Gracinda Gomes da Cunha, que previamente anunciou a intenção de, mais uma vez, votar contra a aprovação de Carlos Fonseca.

O docente disse à Lusa que formalizou a candidatura às provas, em 26 de dezembro de 2012, reclamou a substituição do júri, em maio, e não obteve até agora qualquer resposta da Universidade.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.