Maioria das crianças vítimas de intoxicação em Quiaios tiveram alta

inem

A maioria das 30 crianças entre os três e os 10 anos que foram vítimas de gastroenterite com sintomas de intoxicação alimentar, na sexta-feira, na Figueira da Foz, já teve alta, disseram fontes hospitalares.

As 17 crianças que deram entrada no Hospital Pediátrico de Coimbra (HPC), tiveram todas alta para o domicílio, “três durante a noite e as restantes hoje de manhã”, refere uma nota das relações públicas daquela unidade hospitalar.

Já fonte do gabinete de comunicação do Hospital Distrital da Figueira da Foz (HDFF) indicou que deram entrada na unidade de saúde 13 crianças “com vómitos e prostração, provavelmente vítimas de intoxicação”, das quais seis ficaram internadas para observação.

“Hoje de manhã estão aparentemente recuperadas. Vão ficar em observação até depois do almoço e, se não houver alterações, têm alta”, frisou a fonte do HDFF.

O surto de gastroenterite afetou ainda um adulto, uma mulher de 40 anos, educadora de infância, que integrava o grupo de alunos do 1.º Jardim Escola João de Deus que participava numa atividade comemorativa do Dia Mundial do Animal num centro hípico da freguesia de Quiaios.

 

Toda a informação na edição impressa de sábado, 5 de outubro do DIÁRIO AS BEIRAS

One Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.