Lista de independentes de Coimbra edita manifesto em braille e numa língua eslava

braille

O movimento Cidadãos por Coimbra (CPC) vai editar parte do manifesto eleitoral em braille e numa língua eslava, numa manifestação da importância que atribui à integração de todos, disse o seu candidato à presidência da câmara.

A iniciativa “não tem significado eleitoral”, diz o candidato, o advogado José Augusto Ferreira da Silva, mas é uma manifestação da importância que atribui à criação de condições para que todas as pessoas se sintam integradas.

Trata-se de “um sinal” na campanha e que se propõe defender na câmara”, assegura o candidato que participava num debate sobre a surdez e a língua gestual portuguesa (LGP), subordinado ao título “Coimbra à escuta dos que não ouvem”.

No debate participou Luísa Gonçalves, filha de pais surdos – o que “faz de mim uma cidadã bilingue” – e intérprete de LGP na Escola Superior de Educação de Coimbra (uma das três escolas que têm, em Portugal, licenciatura em LGB).

“Os serviços públicos vocacionados para o atendimento público deveriam ter intérpretes de LGP”, sustenta o candidato do CPC, considerando que, para isso, deveria ser preferência, na admissão de uma percentagem de funcionários, o domínio daquela língua, à semelhança do que sucede com outras línguas e aptidões.

Esta solução deveria ser complementada com a criação de uma bolsa de intérpretes LGP para responderem às necessidades de serviços, designadamente de justiça, em relação aos quais existem mecanismos próprios para garantir a disponibilização de intérpretes, cuja intervenção obedece a condições específicas.

“Não é uma questão de votos, é uma questão de direitos, é uma questão de acesso aos serviços e aos direitos”, sublinha Ferreira da Silva, considerando ser incompreensível que serviços em Coimbra, como os hospitais, a segurança social, a Câmara ou a Loja do Cidadão, não disponham de quem possa comunicar com surdos.

“Ninguém sabe LGP para facilitar a comunicação”, afirma Luísa Gonçalves. “Já foi pior, mas tenho para mim que tem de ser bem melhor”, sustenta.

Agência Lusa

One Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.