Cidade e o mundo mobilizam-se a favor da Margarida

Posted by

09 MARGARIDA DRA Margarida, natural da Figueira da Foz, tem cinco meses e nasceu com paralisia cerebral. Os pais e amigos destes iniciaram uma campanha no facebook, intitulada “Vamos ajudar a Margarida”, destinada à recolha de fundos para assegurar à criança uma terapia adequada.

Entretanto, os figueirenses, residentes no concelho e fora dele, aderiram, imediatamente e de forma massiva, a esta causa, que também já foi adotada pela comunidade cibernética. No entanto, o tratamento é dispendioso, intensivo e prolonga-se durante vários anos, para poder produzir os efeitos pretendidos.

Em declarações ao DIÁRIO AS BEIRAS, a mãe da Margarida, Sandra Ribeiro, explicou que a terapia custa entre três mil e 3.500 euros por mês. Em Portugal, este tipo de tratamento só existe em duas clínicas privadas, em Espinho e em Lisboa.

 

Ver versão completa na edição impressa

3 Comments

  1. Sem dúvida que estamos todos ao lado da Margarida e dos seus mais próximos, ainda bem que o povo português detém um enorme coração.
    Mas, se vivesse-mos num país sério, honesto, sem submarinos, etc, etc, deveria ser tarefa do estado para quem muito descontamos de suportar o tratamento destes bebés lindos que infelizmente nascem com este problema.
    Um forte abraço à família

  2. Inteiramente de acordo com o Paulo. Não se percebe, aliás, que não seja assim. Abraço solidário para a família.

  3. Célia Ferreira says:

    Quando ouvi no Programa "Querida Júlia" ,o caso da bebé Margarida pensei que a minha escola pudesse também abraçar a causa. Agora que se iniciou mais um ano letivo, é o momento de continuarmos a ser uma escola solidária. Sendo assim, gostaria de saber se existe na Marinha Grande ou próximo algum ponto de recolha.
    Muita coragem nesta caminhada.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.