Figueira da Foz quer transferir milhares de toneladas de areia para a margem sul do Mondego

Posted by

FIGUEIRA

Transferir areia da margem direita do rio Mondego para a outra margem, na Figueira da Foz, é um projeto que o presidente da Câmara Municipal, João Ataíde, adota como seu. O autarca defendeu hoje a realização de um estudo técnico e económico para um “bypass” de areias de norte para sul do rio Mondego, projeto lançado por um movimento cívico da cidade.

O “bypass” em causa irá “sugar” areias no mar a norte, transferindo-as depois por uma tubagem por debaixo do rio Mondego para as praias a sul.

“Deve ser feito um estudo de viabilidade económica, de custos e técnico para ver se é exequível”, disse João Ataíde (PS) durante a reunião do executivo autárquico.

O projeto do movimento cívico SOS Cabedelo / Cidade Surf preconiza a construção de um canal de areias entre as margens do rio para fazer face à crescente deposição de sedimentos na praia da Figueira da Foz – o maior areal urbano da Península Ibérica – e, paralelamente, compensar a falta de areia nas praias a sul e manter a onda da praia do Cabedelo.

O movimento cívico tem como referência uma infraestrutura semelhante, existente na cidade australiana de Coolangatta.

One Comment

  1. se vissem bem, viam que ha praias a sul do Mndego quase que a desaparecer, onde ha excesso de aguas devido as obras na barra do porto da Fig. da Foz. Essa Excelente OBRA DE ARTE… Só sabem tapar o sol com o peneiro….Sinceramente

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.