Opinião – Quem reboca quem?

Posted by

ANTONIO JORGE PEDROSA António Jorge Pedrosa

No relatório de Gestão de 2012 da Câmara Municipal da Figueira da Foz, podemos ler que, nesse ano, foram realizadas 23 reuniões ordinárias e sete reuniões extraordinárias do executivo da Câmara. Nessas reuniões, foram agendados, para apreciação dos vereadores que compõem o Executivo municipal, um total de 884 assuntos, dos quais 818 foram aprovados por unanimidade e 35 por maioria. Se não me falha a memória, nenhum assunto estruturante foi bloqueado ou ficou sem solução, por iniciativa da oposição. Tal unanimidade não seria de estranhar, se não estivéssemos a falar de uma Câmara, onde quem ganhou não tem maioria sendo o executivo composto com 9 membros, quatro eleitos pelo PS, três pelo PSD e dois pelo Movimento Figueira 100%.

Posso estar a fazer uma leitura simplista, mas a verdade é que todos aqueles assuntos foram efetivamente votados, o que nos remete para uma reflexão: quem acompanhou a atividade do executivo camarário através da comunicação social, poderá ficar com a sensação que nada disto aconteceu. Com leituras atentas, encontrávamos episódios frequentes, amplificados na sua dimensão e algo imparciais, relatando instabilidade, lutas partidárias, arrufos pessoais e vereadores a reboque. Com satisfação afirmo que não é pelo facto de uma mentira ser repetida muitas vezes que ela se torna verdade e não deixa de ser irónico que o que “vende” jornais afinal é o teatro. E na Figueira, terra de tradições cénicas, só os políticos e comentadores com jeito para a arte, é que se safam!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.