Atropelamento mortal perto de Aveiro sem culpa atribuída

Posted by

atropelamento

O Tribunal de Aveiro absolveu um condutor hoje, quinta-feira, do crime de homicídio por negligência, embora se tenha provado  que esteve envolvido num duplo atropelamento ocorrido há três anos, na Estrada Nacional n.º 235, que resultou na morte de um homem de 48 anos.

O acidente aconteceu a 9 de setembro de 2010, cerca das 05H45, quando o arguido, de 37 anos, conduzia uma carrinha ligeira de mercadorias e embateu num peão que se encontrava na berma da estrada, em Mamodeiro, na freguesia de Nossa Senhora de Fátima.

Segundo a acusação, após o atropelamento, o condutor prosseguiu a marcha sem prestar auxílio à vítima, que ficou caída no meio da via.

Posteriormente, uma segunda viatura, que não chegou a ser identificada, passou pelo local e embateu no corpo, arrastando-o vários metros.

Durante a leitura da sentença, a juíza explicou que não se provou se a morte da vítima foi provocada pela conduta do arguido ou pelo segundo condutor.

O tribunal entendeu, assim, absolver o arguido do crime de homicídio por negligência, condenando-o a um ano e meio de prisão, com pena suspensa por igual período, por um crime de omissão de auxílio na forma agravada.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.