“Vamos reorientar a incubadora para a fileira do mar” (com audio)

Posted by

09 JOAO DAMASCENO PAC (1)

 

| Open Player in New Window

A ACIFF vai retomar uma feira de atividades económicas ainda este ano?

Estamos a trabalhar sobre esse assunto. Mas há muitos fatores externos (que podem impedir que se realize uma feira este ano). Mas o que for feito, será para mostrar, com dignidade, brio e orgulho, o que de novo se fez ao longo do ano na economia local.

Depreende-se das suas palavras que a prioridade não vai para a recuperação da Fimar (feira ligada às atividades marítimas), mas para uma feira mais local.

O formato Fimar, claramente, tem de ser retomado. A Figueira está virada para o mar e portanto vamos ter de arranjar uma feira relacionada com as atividades marítimas. (…) A primeira feira deverá ser um evento com expositores da área de influência da ACIFF. A Fimar é um desafio absolutamente relevante e central na projeção da Figueira da Foz para o mar.

A nave do mercado municipal provisório pode vir a ser utilizada para feiras de exposições de atividades económicas?

É uma infraestrutura importante e um sítio muito interessante do ponto de vista de localização e de estacionamento. É um sítio muito relevante. E, com o espaço envolvente, dá para ali conviverem vários eventos ao mesmo tempo.

As feiras que a ACIFF vier a organizar vão ser realizadas no verão ou na época baixa?

Essa é outra questão relevante, assim como a localização. Teremos de fugir do pico do verão. Maio ou junho são datas interessantes.

Quais são as prioridades da nova direção da ACIFF?

(…) Tudo se resume a ficarmos mais perto uns dos outros. Estou a referir-me, por exemplo, ao Condomínio do Comércio, projeto elaborado pela direção anterior. Estamos também a trabalhar na adesão a uma aplicação para “telemóveis inteligentes” (Figueira Mobile), uma ferramenta rápida e intuitiva. Outra questão essencial é a instalação de som ambiente na cidade.

Qual vai ser o futuro da incubadora de empresas?

Há uma série de áreas ligadas ao mar que nos leva a acreditar que o sítio certo para desenvolvê-las é a incubadora. E portanto vamos reorientar a sua atividade para a fileira do mar e tentar cativar investidores, malta nova, criativa e com novos projetos.

Esta entrevista poder ser ouvida na íntegra na Foz do Mondego Rádio (99.1 FM) e em www.asbeiras.pt

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.