Supremo Tribunal de Justiça reduz para 15 meses pena de José Eduardo Simões

Posted by
Arquivo - Carlos Jorge Monteiro

Arquivo – Carlos Jorge Monteiro

O Supremo Tribunal de Justiça reduziu a pena do presidente da Académica para 15 meses de prisão, com pena suspensa, condicionada à entrega de 100 mil euros de donativos a dividir por duas instituições de solidariedade social.

A decisão judicial foi confirmada na tarde de hoje à agência Lusa pelo advogado Rodrigo Santiago, autor do recurso para o Supremo Tribunal de Justiça e defensor de José Eduardo Simões desde o início do processo.

Ver notícia completa na edição impressa

3 Comments

  1. João Venezuela says:

    País de trampa dominado por meia dúzia de jagunços ! Isto um dia tem de mudar !

  2. Tenham vergonha says:

    Os próprios juízes não têem vergonha. Só em acabando tudo istoo é que pode ser que um dia as coisas mudem. Vergonhoso

  3. Vergonha says:

    Só neste país é que é possível uma coisa destas. Como é possível usar funções públicas para beneficio próprio e do seu clube e sair praticamente impune? A partir de hoje qualquer funcionário público poderá pedir em troca do seu trabalho dinheiro para se candidatar a líder de qualquer clube ou associação de bairro e para pagar as despesas do clube lá da terra. A diferença será que quando for julgado não terá dinheiro para grandes grandes advogados e recursos inimagináveis nem figuras ilustres e publicas sem qualquer vergonha a abonar a seu favor. Onde iremos parar, meu Deus? O dinheiro para a bola é sempre legal não importa de onde vem. Para matar a fome a quem passa necessidades tem de se ter muito cuidado senão vai-se preso.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.