Proteção de menores preocupada com desavenças entre casais

Posted by

armando leandro

Desavenças e incumprimentos dos pais, nomeadamente quando um dos progenitores tenta afastar o filho do outro pai – alienação parental -, é um dos fenómenos sociais que está a crescer e a que as comissões de proteção de crianças e jovens têm vindo a dar cada vez mais atenção.

O presidente da Comissão Nacional de Proteção das Crianças e Jovens em Risco (CNPCJR), Armando Leandro, admitiu que há cada vez mais casos de alienação parental identificados pelas comissões de proteção de crianças e jovens (CPCJ), apesar de não haver uma contabilização estatística.

De acordo com o responsável, as CPCJ estão alertadas para que a alienação parental possa ser prevenida, uma vez que “há frequentes casos em que um dos pais tenta que a relação do filho com o outro progenitor não decorra de forma normal, perturbando essa relação”.

De acordo com Armando Leandro, as situações reportadas pelas CPCJ têm muitas vezes a ver com o incumprimento das decisões dos tribunais, colocando as crianças em “situações de perigo”.

Dulce Rocha presidente do Instituto de Apoio à Criança (IAC) critica, por seu lado, o conceito e defende que não faz sentido haver um Dia Internacional para a Consciencialização da Alienação Parental, que se assinala amanhã, 25 de abril, porque com isso se está a colocar o enfoque nesta questão quando há outros problemas mais importantes como a violência doméstica ou o abuso sexual sobre as crianças.

3 Comments

  1. 25 de Abril says:

    A Srª Dulce Rocha tem uma agenda oculta que nada tem a ver com as crianças

  2. olga maria silva says:

    como resolver um caso destes se o parente for acusado de mas praticas e a outra parte levar a criança para longe como e o caso do meu enteado,foi levado pela mãe para a Áustria,acusando o pai de maus tratos que nunca aconteceram,e existe provas de que o pai esta inocente? faz dois anos em Agosto que não vê o filho e só desde Dezembro o tribunal fez com que a mãe desse o numero de telemóvel ao pai para ligar ao filho,ate que começou bem,falava com o menino dia sim dia não,mas logo foi alterado ate ser uma vez de semana outra ao fim de semana,agora passam dez dias e nada, não atende!tem que haver punição para pais que fazem estas coisas!

  3. Antonio Ferreira says:

    estou de acordo punição severa para acabar com isto… estou privado de ver meu filho foi levado para a Áustria sem meu consentimento estou a dois anos sem estar com o meu filho…e muito cruel quando utilizam os filhos como arma de vingança, e muito triste, estou cheio de saudades do meu filho que amo muito….espero que seja feito algo para que uma criança que nao tem culpa nenhuma como o caso de meu filho nao sofra tanto como que esta a sofrer…

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.