Opinião – Portugal ganhou seis “óscares” do turismo europeu

Posted by

João Azevedo

Nem tudo são más notícias. O nosso país acaba de vencer seisóscares” do turismo europeu e venceu ainda no golfe e nas praias. O Algarve é o melhor destino de praia da Europa e Portugal o melhor destino de golfe. São dois dos maiores galardões conquistados na gala europeia dos World Travel Awards, que decorreu sábado à noite no Algarve e que premiou ainda com “óscares” quatro hotéis algarvios. No total, mais cinco prémios para Portugal que na edição anterior.

O turismo português está assim de parabéns. É um sinal de que este é um setor em crescimento e para o qual os nossos governantes devem olhar com clareza e com esperança, traçando um caminho construtivo, enriquecedor e motivador, tal como o setor merece. Porque os resultados não caem do céu, são fruto de um trabalho árduo de todos os colaboradores, gestores e empresários do setor. O turismo nacional emprega milhares e milhares de trabalhadores e trata-se de um setor de atividade exportador e com uma percentagem muito significativa no PIB. Por isso, o governo deve pensar melhor sobre a questão do IVA na restauração e sobre os sacríficos que pede a todos de uma forma desmedida e desequilibrada. Continua a faltar racionalidade e equidade. É esse desequilíbrio desmedido e irresponsável que pode criar ruturas em setores de atividade com um registo apreciável de crescimento deitando por terra anos e anos de trabalho e de investimento dos vários agentes económicos e das famílias portuguesas.

Portugal sempre foi um país privilegiado pelo mar que nos banha, sempre valorizamos esse recurso. A nossa história assim o diz. Mas hoje em dia parece andar esquecido, a tão falada crise faz destas coisas… ela é a culpada de tudo, é razão para tudo, mas isso tem de acabar. Temos de resolver os nossos problemas e olhar para o futuro valorizando o que o país tem de melhor, apostando e apoiando os setores da economia – aqueles que produzem, que exportam, que inovam e que projetam o país. Temos recursos naturais únicos e temos de saber valorizar e projetar isso! Temos que voltar a olhar para o mar e é nele que hoje teremos que procurar oportunidades, que outrora, na nossa história procurámos e fomos bem sucedidos. Temos uma rede histórica importantíssima com países emergentes e com grande potencial de crescimento. Temos afinidades, oportunidades e traços histórico-familiares com potências mundiais que poucos países têm. Temos um mercado à nossa espera e condições para triunfar que poucos têm. Chegou a altura de nos virarmos novamente para o mar…

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.