Município de Ansião premiado em ano marcado por cortes de abastecimento de água

Posted by

A Câmara Municipal de Ansião vai receber um prémio pela qualidade da água para consumo público, num ano marcado por cortes no abastecimento provocados pela situação de seca, informou hoje o presidente da autarquia.

O prémio é atribuído pela Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR) e pelo jornal água&ambiente, sendo considerado pelo presidente da Câmara, Rui Rocha, “o reconhecimento do esforço e do trabalho” feito no município de Ansião “na monitorização contínua da água”.

Para Rui Rocha, o prémio é “importante e simpático”, sobretudo num ano marcado pelos cortes no abastecimento devido à seca.

O “Prémio de qualidade de serviço em águas e resíduos 2012” no tema “Qualidade da água para consumo humano” é atribuído hoje, ao final da tarde, na 7.ª Expo Conferência da Água, que decorre em Oeiras.

A distinção é justificada pelas entidades promotoras “pela consistência na manutenção de um elevado nível de desempenho desde o início do período de avaliação pela entidade reguladora, materializado em níveis de água segura sempre superiores a 98% desde 2004”.

O desempenho da autarquia, acrescentam, “tem sido obtido na gestão de um sistema que revela alguma complexidade para uma entidade gestora que serve cerca de 16.000 habitantes e que utiliza como principal origem de água a Ribeira de Alge [captação superficial], que é sujeita a um tratamento convencional”.

A atribuição anual dos “Prémios de Qualidade de Serviço em Águas e Resíduos” pretende divulgar “casos portugueses de excelência” e resulta de uma parceria entre a ERSAR, o jornal água&ambiente, com a colaboração da Associação Portuguesa de Engenharia Sanitária e Ambiental, da Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos e do Laboratório Nacional de Engenharia Civil.

O mês de setembro em Ansião ficou marcado pelo racionamento da água nas freguesias deste concelho do interior do distrito de Leiria.

A seca obrigou a autarquia a efetuar cortes no abastecimento, um dia por semana, em cada uma das freguesias, entre 07 e 25 de setembro.

A decisão do corte parcial no abastecimento, explicou então à Lusa o presidente da autarquia, pretendeu “evitar a rutura total no concelho” e garantir a “equidade na distribuição de água à população”, já que a seca atingira o único ponto de captação do concelho, na Ribeira de Alge.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.