“Hospital da Guarda garante condições dignas para os utentes que morrem durante a noite”

Posted by

O hospital da Guarda assegurou ontem que dispõe de instalações específicas para guardar corpos de pessoas falecidas durante a noite, rejeitando que fiquem em espaços onde se encontram doentes internados.

O caso foi ontem noticiado pelo Jornal de Notícias, que referia que “Os vivos dormem com os mortos no hospital da Guarda”, alegadamente por a unidade de saúde pretender “poupar dinheiro” com os motoristas.

A direção da Unidade Local de Saúde (ULS), presidida por Ana Manso, reagiu dizendo que o Hospital Sousa Martins (HSM) “é uma unidade hospitalar humanizada, que dispõe, para além da morgue, de espaços próprios para guarda dos corpos, com dignidade e reserva, que cumprem todos os requisitos de higiene e segurança”.

A mesma responsável adianta que a guarda de pessoas falecidas durante a noite é feita “em espaços próprios no interior do hospital, procedendo-se à sua trasladação para a morgue no início da manhã seguinte”.

Segundo o jornal,“quem morrer no hospital da Guarda a partir das 20H00 fica na enfermaria até de manhã. Com os vivos. Os motoristas que levavam os cadáveres à morgue deixaram de receber horas extras”.

 

Ver versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.