Assembleia da Metro suspensa à espera de parecer sobre novos corpos sociais

Posted by

A reunião da assembleia geral da sociedade Metro Mondego (MM), prevista para ontem em Coimbra, foi suspensa de novo, aguardando o parecer obrigatório de uma comissão sobre os novos órgãos sociais da empresa.

“A assembleia vai ficar suspensa até data a confirmar, devido à necessidade de parecer da Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública (CReSAP) sobre os novos órgãos designados para a sociedade”, disse aos jornalistas o revisor oficial de contas (fiscal único) da empresa.

Segundo José Gonçalves Mendes, o parecer da CReSAP “é obrigatório para todos os órgãos sociais” das empresas públicas.

“Os órgãos já estão designados, mas estão sujeitos ao parecer dessa comissão”, referiu ainda, adiantando que a reunião será marcada logo que a CReSAP se pronuncie.

A eleição dos novos órgãos sociais da Metro Mondego e a votação de uma proposta de alteração dos estatutos consagrando a redução de sete para três elementos do conselho de administração faziam parte da agenda da reunião, que já fora suspensa a 31 de julho.

O nome de João Rebelo, antigo vice-presidente da Câmara de Coimbra e administrador executivo (demissionário) da MM, tem sido apontado como futuro presidente do conselho de administração da sociedade.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.