Antigo 2º. comandante-geral da GNR Augusto Monteiro Valente faleceu em Coimbra

Posted by

O antigo segundo comandante-geral da GNR Augusto Monteiro Valente morreu ontem em Coimbra, aos 68 anos, disseram à agência Lusa amigos do falecido.

Uma das fontes disse que Monteiro Valente, major-general do Exército na reserva e “militar de Abril” que integrou o Grupo dos Nove, de Ernesto Melo Antunes, foi encontrado morto em sua casa, próximo do Estádio Cidade de Coimbra, ao início da noite, em “circunstâncias trágicas” ainda por esclarecer.

Nascido em Coimbra, em 1944, mas com ligações familiares ao concelho de Almeida, distrito da Guarda, exerceu na Guarda Nacional Republicana (GNR) os cargos de comandante da Brigada Territorial 5 (1999-2001), inspetor-geral (2001-2002) e segundo comandante-geral (2002-2003).

Presidente da delegação regional do Centro da Associação 25 de Abril, Augusto Monteiro Valente era investigador associado do Centro de Documentação 25 de Abril e do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX, ambos da Universidade de Coimbra, e colaborador da Revista Militar.

Manteve ainda intensa atividade cívica como especialista em questões militares, dando também significativa atenção ao estudo do republicanismo e das revoltas militares de resistência à ditadura de Salazar e Caetano.

Incorporado na Academia Militar em 1963, terminou a licenciatura em Ciências Militares – Infantaria três anos depois, tendo passado à situação de reserva em 2003.

Entre outras formações superiores, era ainda licenciado em História, pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, onde concluiu uma pós-graduação em Estudos Europeus.

Nos últimos anos, Monteiro Valente empenhou-se na preservação da memória do general Gastão Sousa Dias, sendo autor de uma biografia deste democrata e antifascista, publicada pela Câmara Municipal da Guarda, no âmbito da coleção “Gentes da Guarda”.

Monteiro Valente era também presidente da Associação Casa de Cultura Prof. Dr. José Pinto Peixoto, com sede em Miuzela, concelho de Almeida.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.